Header Ad Widget

Battlefield 2042: Jornada dos Sem Pátria Parte 1 - Fuga de Doha



Após o anúncio de ontem de que o curta-metragem do Battlefield 2042 intitulado “Exodus” irá ao ar na próxima semana, a EA divulgou hoje a Parte 1 da “Jornada dos No-Pats” ou Sem Pátria, onde o jornalista fictício Kayvan Bechir explorará as localizações encontradas no Battlefield 2042!

Descubra as localizações do Battlefield 2042 através dos olhos dos Sem Pátria.

Achava que era um jornalista objetivo, tentando descobrir se os No-Pats eram os vilões que o mundo os fazia parecer. Mal sabia eu que a resposta me levaria ao redor do globo, a lugares agora engolfados pela guerra. Decidi contar a história deles, mas ela se tornou minha. Esta é a nossa jornada. - KAYVAN BECHIR, No-Pat Signal Corps

Para esta primeira parte, vamos a Doha, no Catar! Acompanhe a tradução abaixo ou se preferir, você poderá ler e navegar por um mapa interativo no site oficial.

PARTE 1 - FUGA DE DOHA

12 de setembro de 2041
Doha, Catar


Tudo começou há um ano, acessando a darknet em minha cidade natal, Doha, quando ainda era habitada. Sou jornalista, então tive muito interesse na questão dos Sem Pátria armados e tentei fazer contato com esses soldados sem nação. Finalmente, às 3h28 da manhã, uma fonte anônima me enviou uma mensagem, afirmando ser o homem mais procurado do mundo: o comandante do maior contingente das forças Sem Pátria, conhecido no mundo apenas como “Oz”.

Eu já havia recebido esse tipo de mensagem antes, mas nunca era o verdadeiro Oz. Algumas vieram de agentes do governo em campanhas contra os Sem Pátria, e uma foi de um cara que chegou a me acusar de ser Oz, falando que eu estava me escondendo às claras. Mas dessa vez foi diferente, no mínimo porque a conversa acabou com a Polícia do Catar arrombando minha casa e me acusando de ajudar um terrorista, e eu precisando fugir do país.

Foi a única vez na vida em que eu fiquei feliz de ver uma tempestade de areia se aproximando.


A opulenta Doha chegou a ser conhecida como a Cidade do Quartzo, por sua paisagem urbana de LED.

Nos anos 40, a areia já era para Doha o que a água era para Veneza. Após anos lutando contra o avanço do deserto, apenas aqueles que não podiam sair permaneciam sob o imenso skyline de LED, que ainda anunciava bolsas de luxo sem cessar. O Catar floresceu nos anos 30, graças aos preços exorbitantes do petróleo. O país investiu enormes montantes no combate à desertificação, na esperança de copiar o sucesso do Egito. Por um tempo, parecia que conseguiríamos domar a natureza. Mas aí o petróleo acabou.

Fome, respostas fracassadas a ela e protestos contra o governo acompanharam as monções de areia. Logo havia policiais militares em todo lugar, prontos para prender qualquer um que colocasse Catar sob o risco de se tornar o próximo centro de recrutamento de apátridas.

Meu navegador tinha o histórico de pesquisa errado. Nunca pensei que fosse receber de braços abertos uma tempestade de areia.

Foi a chegada da tempestade que salvou minha vida. Ao me esconder dos veículos blindados que me caçam, começo a notar anomalias nos anúncios de LED. Misturado às imagens vejo o emblema inconfundível dos Sem Pátria, uma bandeira partida por uma barra.

As pistas me levam às catacumbas sob o estádio abandonado de futebol. Um militar em seus cinquenta anos, vestindo bermuda e com um jeito descontraído muito perturbador, aponta casualmente com sua lanterna para a entrada de um túnel, protegida por um sistema de sentinelas mecânicas. Ele estende a mão. “Pyotr Guskovsky…”, ele resmunga. E então, em árabe perfeito: “Isso não vai acontecer de novo”.

Uma bandeira riscada - o sinal não oficial dos No-Pats.

Enquanto eu desapareço na escuridão enquanto o vento sopra acima, eu me pergunto se algum dia serei capaz de chamar Doha de casa novamente. Mal sei eu que em menos de um ano depois - o Catar seria um estado falido e a cidade de Doha, perdida para a areia.


A Parte 2 será lançada amanhã e é intitulada “The Magic Act”. Provavelmente receberemos uma parte todos os dias até a data de transmissão de 12 de agosto, e cada um se concentrará em um mapa específico do Battlefield 2042.

Manteremos você atualizado, então, para não perder nada sobre Battlefield, siga nossas redes sociais e fique ligado aqui no blog- Twitter Instagram Facebook YouTube

Notícia Anterior Próxima Notícia