Header Ad Widget

A toxicidade na Comunidade Gamer é falta de atitude contrária

Todo mundo já ouviu, ou falou, que certo indivíduo ou grupo é tóxico. E nas comunidades de videogames se tem apenas uma noção bem geral do que é considerado "tóxico", como:

  • Ataques ou disseminação de discurso de ódio acerca de raça, gênero, sexualidade, religião, etnia, etc.
  • Abuso de glitchs, erros não documentados, falhas do desenho do jogo, hack, trapaça, etc.

E em todos casos, essas duas ideias do que é considerado "tóxico" são realmente comportamentos negativos que salientam personalidades abusivas dentro da comunidade, mas precisamos ir além, especificamente sobre o Battlefield, é necessário reconhecer que nossa comunidade está muito longe de ser um ambiente saudável, respeitoso, positivo, justo e seguro para todos.

Então, baseado nos documentos da iniciativa "Construindo Comunidades Saudáveis" da EA Games, que nos diz sobre quais comportamentos configuram uma Comunidade Positiva, trago atitudes, ações e maneiras de melhorar a nossa Comunidade de Battlefield.

Em 2019 a EA convidou centenas de jogadores da rede GameChangers para discutir maneiras de combater o desrespeito online em seus jogos, os presentes tiveram a oportunidade de compartilhar experiências próprias e ajudar a EA Games a testar ferramentas de denuncia aos jogadores.



Mas a própria EA reconhece que nem todo caso de desrespeito online pode ser considerado "ilegal" ou "passível de banimento", mesmo sendo desmotivadores e negativos para vários jogadores, por isso a distribuidora iniciou ações que visam esclarecer à comunidade sobre o assunto e reforçar os perigos do banimento de contas em casos de violação das diretrizes de comportamento estabelecidas nos Termos de Serviço, na expectativa de que todos nós possamos criar ambientes que todos queira fazer parte, veja algumas importantes atitudes consideradas "tóxicas":

"Ser um idiota":
  • Não assedie, ameace, intimide, envie spam ou faça qualquer outra coisa indesejada a um jogador ou funcionário da EA.

Fingir ser alguém que você não é:
  • Isso significa se passar por outros jogadores, membros da comunidade, celebridades, funcionários da EA e qualquer outra pessoa com o propósito de enganar ou fraudar.

Abusar da ferramenta de denúncia:
  • Embora sempre recebamos comentários, não abuse do suporte no jogo ou dos botões de reclamação, fazendo relatórios falsos para a equipe da EA.

Xingar ou falar palavrões excessivamente:
  • Ou tente se livrar disse usando símbolos no lugar de palavras, todos nós sabem*** o que você está tentando diz**."

Todas essas atitudes podem ser vistas como "bem comuns" à maioria dos jogadores, mas é então que volto ao meu primeiro argumento, precisamos ir além do que é geralmente considerado tóxico, precisamos perceber que atitudes que incomodam, causam intrigas, confusões, exclusão, irritação, etc, também são desrespeito e marcas de uma Comunidade que apenas aprendeu a engatinhar.

E não apenas a EA tem tomado consciência destas atitudes, recentemente a XBox tem publicado conteúdos em suas redes sociais alertando seus usuários sobre o respeito online, em uma das publicações um personagem fictício pergunta "O que é GG?" e duas respostas são dadas a "má ideia" dizendo "cara, como assim você não sabe? Em que mundo você vive. AFF..."; e a "boa ideia" dizendo "GG significa Good Game, independente se você ganha ou perde, manda pra geral saber que você achou que foi um bom jogo". É um ótimo exemplo de como não intimidar e não ser um idiota.

Mas ficam as questões: como podemos mudar? Como podemos criar um ambiente que seja bem vindo a todos? Como mantemos uma comunidade que incentive a criatividade e colaboração?

Cada um de nós temos um papel, a nossa parte a ser feita, não podemos ser negligentes.

Não adianta esperar por alguém, ou alguma empresa, que irá revolucionar tudo, que irá agradar a todos, ouvir todos, dirigir projetos que una toda a comunidade em torno de um jogo, isso nunca ocorrerá antes que cada um de nós crie um ambiente propício, precisamos ter atitude.

E algumas de nossas ações podem ser:

Ser respeitosos nós mesmos:
  • Obviamente ninguém vai mudar caso a gente não mude, claro que pode, em alguns momentos, ser difícil manter a postura, não se cobre excessivamente, tome seu espaço e se afaste de discussões que te gere irritação.

Evitar intrigas ou confusões:
  • Isto incluí evitar pessoas ou grupos que se dizem "da confusão" ou "da treta", agentes como estes apenas atraem comportamentos ou pessoas desrespeitosas aos outros.

Não incentivar ou negligenciar intrigas ou confusões:
  • Isto significa ter voz ativa, não criar grupos que se dizem "da confusão" ou "da treta" e denunciar ou "desincentivar" a continuação destes agentes.

Estabelecer regras que garantam segurança e boa convivência aos seus grupos:
  • Seja um grupo de Esquadrão, ou um grupo aberto de Facebook, todos eles precisam de regras que reforcem o desincentivo de atitudes tóxicas.

Unir jogadores em prol de boas ideias:
  • Seja um Esquadrão que segue claramente diretrizes de boas práticas; ou seja um grupo de esquadrões e jogadores que realize eventos e criação de conteúdos contando com a colaboração de seus integrantes.

Na verdade ter boas atitudes é simples e claro, basta ser respeitoso e disciplinado, e alguns jogadores de nossa Comunidade já estão na vanguarda, realizando ações que não podem passar desapercebidas, por isso deixo meu abraço, e sempre o apoio a todos Esquadrões que cobram respeito de seus membros, não toleram uso de trapaças e colaboram com outros clãs em jogatinas.

Um abraço em especial para a galera da comunidade de Battlefield do Brasil no XBox, com quem tive a oportunidade de conversar com vários membros recentemente sobre essas tentativas de melhorar os ambientes. Vamos juntos fazer a comunidade crescer e ser a mais positiva e inspiradora possível.

Publicação adaptada da original "Positive Play Charter" da EA Games.

Notícia Anterior Próxima Notícia