Como será o bullet drop e acertos críticos de snipers em Battlefield 1


Você que gosta de jogar com sniper, veja como será jogar com essa classe em Battlefield 1.

O Youtuber Westie, 'especialista' em Battlefield gosta muito de jogar de sniper, e no video acima fala um pouco sobre o que irá mudar e o que ficará igual em Battlefield 1.

No começo do vídeo você já pode perceber o menu, no lado direito estão as estatísticas da arma do jogador, como o número de balas, cadência de tiro, dano e precisão.

Nesse caso, por ser uma sniper, ele também mostra o bullet drop (queda da bala) e o dano que ela irá causar. Essa é uma nova mecânica do jogo. Quando a barra na linha estiver maior, o jogador irá causar mais dano com sua arma, e se estive menor ela causará apenas o dano padrão. Isso irá fazer com que você tenha que escolher cuidadosamente seu rifle, alguns possuem um acerto crítico maior e são melhores para serem usados a longa distância, enquanto outros devem ser usados em combate de perto. Os jogadores terão que mudar de armas dependendo do mapa e da situação atual.

A queda da bala é aplicada enquanto a bala está em sua trajetória, a gravidade a puxa para baixo. Os jogadores de Battlefield já estão familiarizados com esta mecânica, mas em Battlefield 1 os valores mudam enquanto a bala estiver no ar. Agora, além da gravidade, os jogadores também terão que lidar com a mudança de velocidade da bala enquanto ela está em sua trajetória. Como na vida real, quanto mais distante a bala for, mais devagar ela irá viajar, além disso a resistência do ar também afeta a trajetória. Enquanto ela se move para longe, mais ela irá cair antes de atingir o chão. Isso tudo por causa da física.


E quanto a diferença das snipers de Battlefield 1 comparado aos outros jogos da série, Westie disse que jogar com essa classe foi "uma mistura de Bad Company 2 e Battlefield 3."

A mecânica de recarregamento também mudou comparada a de Battlefield 4. Se um jogador recarregasse um pente que não estava vazio, o tempo para recarregar seria menor. Não é o caso em Battlefield 1. Dessa vez, é melhor você esperar o pente ficar sem bala antes de recarregar. Se o jogador recarregar sem necessidade, uma animação irá ocorrer até o rifle estiver totalmente carregado. Isso pode ser um problema caso um inimigo apareça, então recarregue apenas se você realmente precisar.

Falando de rifles, durante o Closed Alpha há três deles disponíveis: o rifle de alavanca russo de 1895 (média-distância), que pode ser usado sem a mira telescópica, o rifle de ferrolho alemão Mauser Gewehr 98 (longa-distância) com duas miras, e o rifle de ferrolho SMLE MK 3 Lee-Enfield de 1907 (curta-distância) que tem uma mira telescópica de perto e pode ser usado com a mira de ferro. Lembrando que esses não são os únicos rifles que estarão disponíveis na versão final do jogo, atualmente ele está em Alpha, nem todo conteúdo está disponível.

Os jogadores da classe Patrulha (Scout) terão acesso a projéteis anti-materiais, que podem ser colocados no slot dos acessórios. O jogador precisará recarregar a arma a cada tiro. Esses projéteis são mais eficientes contra veículos e aviões, porém, não é recomendável usar contra tanques pesados ou aviões grandes. Aqueles que jogam Battlefield Hardline vão estar familiarizados com essa característica.

Como o Westie fala no vídeo, essa informação toda foi baseada no Closed Alpha, o que significa que ela poderá mudar até o lançamento oficial do jogo, que será dia 21 de Outubro de 2016.

Para mais informações sobre Battlefield 1 e outros jogos da série fique ligado no nosso site e nas redes sociais.


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.