EA tinha dúvidas sobre Battlefield se passar na I Guerra Mundial



Quando a equipe da DICE contou para o Vice-Presidente da EA, Patrick Soderlund sobre Battlefield 1 se passar na I Guerra Mundial, ele rejeitou.

Disse que a ideia de uma guerra nas trincheiras não era emocionante, os desenvolvedores insistiram, até que convenceram Soderlund a aprovar o projeto, que foi oficialmente anunciado este mês como Battlefield 1, e é muito mais do que uma guerra nas trincheiras.


"A I Guerra Mundial não foi a escolha mais óbvia," disse Soderlund. "Se você olhar os outros desenvolvedores, eles estão seguindo o estilo sci-fi. Nós já tivemos muito sucesso em guerra moderna, mas sentimos que precisávamos de uma mudança."

"Quando a equipe apresentou a ideia para mim da I Guerra Mundial, eu rejeitei na hora," ele comentou. "Eu disse que a I Guerra Mundial é uma guerra nas trincheiras, não é divertido de jogar."

Soderlund falou que agora ele está convencido que a temática I Guerra Mundial é "a escolha certa para a franquia e para a EA."

"Temos que lembrar que mostramos apenas um trailer até agora. Sim, tivemos muito sucesso, mas o importante é que temos que entregar o Battlefield 1 que foi prometido, e isso é o que vamos fazer."

Por enquanto não sabemos muito, mas o trailer de Battlefield 1 mostrou cavalos, espadas, triplanos, tanques e muito mais. O designer líder da DICE, Daniel Berlin disse que um dos objetivos da equipe é fazer o Battlefield 1 "mudar algumas pré-concepções" sobre a I Guerra Mundial.

Ele também falou que outros jogos de tiro famosos estão indo para outra direção. Ele não citou nomes, mas o maior competidor de Battlefield é Call of Duty, que anunciou o jogo Infinite Warfare, ele se passará no futuro, com combates no espaço e em outros planetas.

E não deixe de seguir o Battlefield Brasil nas redes:


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.