Visceral Games está mudando Battlefield: Hardline baseado no feedback recebido no Beta



A Visceral Games está fazendo certas mudanças para Battlefield: Hardline, após receber Feedback de jogadores que participaram no beta do jogo. Esse mesmo feedback é a causa do adiamento de Battlefield: Hardline para 2015.

Dentre as mudanças implementadas no jogo, agora os policiais e criminosos são capazes de carregar suas armas específicas. Além do mais, RPG's e minas terrestres serão mais difíceis de obter: Ambos lados precisarão encontrar esses itens antes de usá-los. Outra coisa introduzida em Battlefield: Hardline é que, se você customizar seu loadout do veículo para ter uma arma específica no porta-malas e você controlar o veículo por certo tempo, o mesmo aparecerá para você usar.

Steve Papoutsis, Diretor geral e produtor executivo de Battlefield tentou explicar porque o jogo foi adiado e o que eles estão tentando alcançar com essas mudanças. "Quando recebemos todo esse feedback incrível nós percebemos que tínhamos muito trabalho a fazer. Conversamos com uma equipe da EA e dissemos que se quisermos fazer qualquer coisa com esse feedback precisaríamos de mais tempo. Andrew Wilson, o novo CEO da EA, uma das coisas que ele quer investir no jogo é escutar aos jogadores e coloca-los em primeiro lugar. Com essa sendo a nova visão para a empresa fez muito sentido para eles nos dar mais tempo."

Outras mudanças incluem o fato que, como na série Bad Company, o 'récuo de impacto' foi reduzido para que os jogadores possam se manter em controle após serem atingidos. Por último, mas não tão importante, agora você pode ir a qualquer soldado que possua um kit de saúde equipado e se curar ao apertar o botão de ação.

Battlefield: Hardline é um jogo em primeira pessoa desenvolvido pela Visceral Games e EA Digital Illusions CE e publicado pela EA Games. Será lançado no começo do ano que vem para PC, PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360 e Xbox One.

Fonte: loadthegame.com

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.